Red5; LiveStreamer & LiveGuardian

Red5; LiveStreamer & LiveGuardian

Olá a todos!

Estou de volta à ativa, depois de alguns tempos longe do blog, volto com mais algumas novidades em breve, principalmente sobre as minhas novas investidas no Java e no ColdFusion 9 que estou agora a conhecer, mas que já me está a surpreender positivamente em muitos pontos e negativamente em outros… mas deixo isso para outro artigo.

Venho aqui falar de 2 projetos que fiz ja a algmas semanas, tratam-se de 2 sistemas parecidos, mas com diferentes funcionalidades e de seus nomes LiveStreamer & LiveGuardian.

Vou falar-vos um pouco deles e mais à frente talvez coloque alguns screenshots e um video de seu funcionamento. Ambos partilham algumas características como a distribíção no desktop usando adobe AIR, necessidade de um servidor Red5 e ambos usarem captura de webcam.

O LiveStreamer foi uma variação do projeto LiveGuardian (veja em baixo) que consiste num simples sistema de captura de webcam & audio e envio para um servidor Red5 online. A principal caracteristica dele é que no caso de falha de internet ele não deixa de funcionar, simplesmente interrompe o stream, e fica a aguardar que a ligação à internet volte para iniciar novamente o stream.

O sistema pode também iniciar junto com o sistema operativo (windows) e de imediato iniciar o stream… caso seja configurado pode ainda fazer isto tudo em modo silencioso, ou seja, o utilizador nem dá conta que a aplicação está a correr. Util para quem não quer estar sempre a chatear-se com a minimização do mesmo.

O stream publico pode ser facilmente inserido em qualquer pagina, blog, aplicação web, desktop ou até mobile usando um player que suporte leitura de streams RTMP como no caso do JW player!

Podem desde já imaginar enumeras utilidades para este dispositivo, principalmente de colaboração, vigilancia à distancia, captura de ecra (usando um driver “webcam” de captura), etc..

Este foi um projeto super interessante, não pelo motivo de usar também red5, mas pelo desafio que apresentava. A principal função deste software é fazer sessões de gravação de video e audio (se configurado) para o computador local. A instalação do Red5 é feita localmente tal como o software, não precisando de ligação à internet.

Pode ser programado para iniciar a determinada hora e parar a outra hora. Por exemplo, usando o caso de sistema de vigilancia num establecimento comercial, iniciar no horario de abertura: 08:00 e terminar no final do dia de trabalho: 19:00. Com esta configuração definida o sistema inicia a gravação automaticamente todos os dias às 08:00 da manha e termina às 19 horas criando um arquivo da gravação do dia com o datestamp do mesmo.

No caso da aplicação ser acidentalmente encerrada ou ser iniciada pelo utilizador apenas, imaginemos,  às 10 da manha o red5 encarrega-se de comparar as horas e iniciar de imediato a gravação. Alem destas configurações ainda conta com algumas outras, tal como minimizar para o systray, tamanho, qualidade, framerate, audio, video, etc…

E só por si um sistema completo de vídeo vigilancia, e engane-se que rapidamente ficará com o disco rigido do seu computador cheio, pois uma hora de gravação em qualidade media com 480×360 a 12 fps ocupa “apenas” 150 mb no disco. Ou seja, teoricamente um disco de 300 GB suportaria cerca de 2000 dias de gravação, algo como 5 anos!! Se reduzir a qualidade e os fps’s, facilmente consegue colocar 10 anos de gravações num disco de 300 GB.

De lembrar que o red5 é um sistema gratuito  e o encoding do video consome muito poucos recursos fazendo com que não precise de um computador topo de gama para usar o sistema. Apenas a instalação e o software tem custos, e imaginando que o preço final do mesmo seria, por exemplo 50 € e uma webcam media a cerca de 35€, voce teria um sistema de video vigilancia por 85 € (sem contar claro com os custos do pc).

No caso da primeira solução, os custos de hosting red5 são um pouco elevados a longo prazo, no entanto também é um sistema bem util, principalmento no caso de vigilancia remota.

Ambos os projetos foram feitos com recurso ao Flex 4 no front-end com export para Adobe Air (Desktop) usando o Red5 Media Server para gravação com as aplicações no backend feitas em Java. Usei ainda o photoshop para design dos logotipos que acabei por ter a liberdade de os fazer.

Bom, venham esses comentários!

Em breve mais detalhes,
Abraço.

 


Leave a Comment

Post